Sindmed defende pagamento dos médicos de Mauá


Matéria publicada na última sexta-feira (28/4) no jornal Diário do Grande ABC

Na última sexta-feira (28/4), o jornal Diário do Grande ABC denunciou o atraso de quatro meses no pagamento de 80 médicos plantonistas que atuaram no ano passado nas unidades de Saúde de Mauá. Os profissionais trabalham por OS (Organização Social) pela Clínica Pires & Vanci Serviços Médicos Ltda, que foi contratada pela FUABC (Fundação do ABC) – responsável pelo serviço de Saúde na cidade.

A dívida da Prefeitura de Mauá com profissionais chega a R$ 15 mil em alguns casos. Cada plantão, com duração de 12 a 24 horas, custa de R$ 1.100 a R$ 2.200, dependendo da especialidade médica.

Embora a OS tenha sido contratada pela FUABC, a entidade alegou que o problema é a falta de repasse financeiro por parte da Prefeitura. “A empresa deixou de prestar serviços em Mauá no segundo semestre de 2017, mas continua prestando serviços à Fundação do ABC em outros municípios sem nenhum impedimento, sendo a questão da falta de pagamentos um problema pontual do contrato de gestão de Mauá”, informou a FUABC em nota. A Prefeitura de Mauá não se pronunciou sobre o tema.

A reportagem também ouviu a nova diretoria do Sindicato dos Médicos do Grande ABC que se comprometeu a tentar resolver o caso:

Representantes do Sindicato dos Médicos do Grande ABC se reunirão com gestores da FUABC para tentar negociar a questão. “Queremos resolver de forma negociável, mas está chegando em momento difícil”, destaca o presidente da entidade sindical, José Roberto Murisset.
16 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O antídoto é o SUS

Nada como a história para que o conhecimento e a experiência sejam testados, independentemente dos resultados.

As vantagens da Cannabis Medicinal

Dr. Pedro Antômio Pierro Neto >> 1) Há evidências científicas dos benefícios da cannabis para a saúde? O que, na sua opinião, impede a regula

Av. Dom Pedro II, 288 - Conjunto 31

Santo André - SP, CEP: 09080-000