Fim de imposto sindical é inconstitucional, considera Fachin


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na quarta-feira (30), o Ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), se mostrou favorável ao imposto sindical. Segundo ele o fim da contribuição obrigatória, recentemente revogada pela reforma trabalhista, é inconstitucional. O ministro disse ver razão para que seja mantida a contribuição.


Segundo reportagem da Agência Brasil (EBC), uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) sobre a obrigatoriedade da contribuição sindical está pautada para ser apreciada em plenário em 28 de junho. O ministro disse que esperará o julgamento, mas caso a análise não ocorra no colegiado, por qualquer motivo, ele deverá decidir sozinho sobre o assunto, em caráter liminar (decisão provisória) e retroativo.


Na ADI pautada em plenário, 56 entidades estão reconhecidas como interessadas na ação. A contribuição obrigatória era correspondente a um dia de trabalho por ano e costumava ser recolhida diretamente na folha de pagamentos no mês de março, o que não aconteceu neste ano.


O fim do tributo viola a Constituição, levando a inviabilização das atividades, por extinguir repentinamente a fonte de 80% das receitas. Fachin considerou este argumento, segundo ele a extinção da obrigatoriedade do tributo traz consigo a “real possibilidade de frustrar e fazer sucumbir o regime sindical reconhecido como direito fundamental social pelo constituinte de 1988”.


Com informações da Agência Brasil

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Vagas para Médico do Trabalho

Santo André Clínica MEDNET Av. Padre Manuel da Nobrega 170 - Bairro Jardim Horário das 7:00 as 12:00 Valor : 110,00 hora Para informações entrar em contato com: Juliana (11) 9.9727-5110 (whats)

Campanha Salarial 2020 - Sinamge

Após intensa negociação com o Sinamge (Sindicato Nacional das Empresas de Medicina de Grupo), o Sindmed Grande ABC assinou a Convenção Coletiva de Trabalho 2020 e garantiu reajuste salarial de 2,94% a